PELO FIM DA POEIRA

PELO FIM DA POEIRA

Linha Coqueiro Alto fica distante quatro quilômetros da sede. A comunidade está localizada às margens da ERS-425, cuja rodovia aguarda pela pavimentação asfáltica há mais de 15 anos. É o principal acesso para quem chega e sai de Coqueiro Baixo.

Quem mora ali, há anos sofre com a poeira e com o barro que a estrada produz em dias de muito calor ou de bastante chuva. É o caso da família Bagatini, constituída pelo casal Zeno (65) e Rejane (59) e pelo filho Luis Carlos (26). O trio trabalha com gado leiteiro e almeja incrementar a diversificar a propriedade com suínos.

Apesar das boas perspectivas para os negócios agrícolas, a família se depara com o empecilho da estrada de chão batido que aguarda pela pavimentação há anos. O pai recorda que a obra é um sonho remoto, não somente dele, que vive na beira da rodovia, mas de toda a comunidade coqueirense que espera pelo asfalto até o município de Nova Bréscia. “Vai ser bom para todo mundo, principalmente para quem nasceu e morou a vida toda neste trecho.” Rejane também espera com ansiedade pela pavimentação. “Limpamos a casa e logo nos deparamos com ela toda empoeirada de novo. Não dá para deixar nada aberto, nenhuma porta ou janela. Vou ter mais tempo para manter a casa limpa e também descansar caso o asfalto realmente saia do papel.”

O sonho da família Bagatini é acalentado pelas lideranças do município. Dentre elas, o prefeito Veríssimo Caumo que, desde a sua primeira legislatura como chefe do Executivo, em 2001 – época em que o município de Coqueiro Baixo foi emancipado – já tratava sobre a pavimentação do trecho que liga a cidade até a vizinha e mais próxima Nova Bréscia.

 

Carina Marques

carina@informativo.com.br

« voltar

Previsão do tempo

Links úteis

Previdência Social - INSS
Fundo de garantia do tempo de serviço - FGTS
Receita Federal
LIBRAS - Assessibilidade Brasil
Monitorado por Cyclops